#NEISTransforma: Ana Carolina

Jovens do Núcleo Espírita Irmã Scheilla formados em cursos superiores

A Ana Carolina tem 22 anos e frequenta o Irmã Scheilla desde criança. Ela passou por aqui com a família, como aluna na qualificação, no processo de aprendiz e hoje, como enfermeira, contribui voluntariamente com palestras na área da saúde, direcionadas aos integrantes do Programa da Família. 

Para a instituição é um grande presente fazer parte dessas histórias, contribuindo com a transformação. E nesta entrevista a Ana conta como é ter passado pelo Irmã Scheilla.

Palestra de orientação às famílias atendidas pelo Núcleo Espírita Irmã Scheilla

Como você conheceu o Irmã Scheilla? Há quanto tempo? Ainda frequenta o Núcleo?

Conheço o NEIS desde pequena, minha mãe era voluntária quando o professor Ivan e a sua esposa, Dona Nadyr, ainda eram vivos. Ia todos os sábados nas oficinas e meu irmão ia na datilografia.

Hoje minha participação no NEIS é como palestrante. No ano passado, por exemplo, fiz uma palestra sobre a prevenção do câncer de mama e de próstata. Me sinto muito grata por ajudar a instituição que tanto me ajudou.

Qual foi a contribuição do Irmã Scheilla para sua formação pessoal e profissional? 

A instituição me mostrou muito sobre o mercado de trabalho e a vida, os professores nos ensinavam e nos inspiravam. Através do Núcleo consegui um emprego aos 15 anos em uma instituição de ensino superior. Por essa empresa entendi o que era uma graduação, ao terminar o ensino médio fui efetivada e comecei minha graduação em enfermagem, a qual sou apaixonada.

Acredito que sem o NEIS não teria terminado um ensino superior e não estaria formada hoje. Fiz a graduação em uma faculdade particular pelo PROUNI, e consegui o PROUNI pela nota do ENEM. Lembro que o Irmã Scheilla preparava seus aprendizes com simulados do ENEM, e posso garantir que isso ajudou muito a atingir minha pontuação na prova.

Como você acredita que instituições como o Núcleo contribuem com a sociedade?

O NEIS ajudou muitas pessoas como eu, que vem de uma comunidade mais fragilizada, contribuindo e mostrando que podemos ter um futuro brilhante. Nos estimula a sempre evoluir!  Instituições como esta são como a luz em um túnel cheio de neblina.

Ninguém chega a algum lugar sem uma palavra de incentivo. Como ex- aprendiz eu só tenho a agradecer por essa experiência. 

O que você tem a dizer para os jovens que estão no processo de qualificação para se tornarem Jovens Aprendizes?

Focar no seus objetivos, a instituição vai te instruir e te apoiar mas depende de você se empenhar. Às vezes pode ser cansativo estudar e fazer a qualificação pelo fato de ainda não estar trabalhando, mas todo esforço é válido. A qualificação, como já diz, te qualifica e uma pessoa qualificada é mais segura do que está fazendo. Isso é muito importante no trabalho e na vida.

Quer conhecer mais as transformações do Irmã Scheilla?   Clique aqui

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *